Ciência – A religião do século XXI

A crença cega de um povo sem rumo.
A crença cega de um povo sem rumo.

É muito comum ouvir por aí que a ciência explica tudo. E que se ainda não sabe, um dia vai explicar. O que me intriga é que essas palavras geralmente são ditas por gente que não sabe nada de ciência. Ou no máximo são pseudo-cientistas que assinam Superinteressante e acreditam em todas as asneiras que ela fala. Vejam bem ACREDITAM. Mesmo nunca tendo tocado, estudado, projetado, participado de fato dessa esfera de onde provêm as teorias e as práticas que modelam nosso mundo e comportamento. Como é o nome disso? FÉ.

O Cientista, o Médico, o Famacêutico, o Físico substituiram o Sacerdote. Já ouvui falar em Placebo? Estamos começando a entender a questão… A ciência destronou a religião para se tornar outra. Pois assim como o clero, não compartilha seus conhecimentos mais profundos com a massa. Afinal, seria perigoso… As barreiras são inúmeras. Começando pelo funilamento do vestibular para a academia. O curso “superior”.

As massas acolheram o Paradigma Ciêntifico depois que as “maravilhas” tecnológicas foram distribuídas em larga escala. Foi uma aceitação comprada. Afinal foi cômodo, e fez mais do que a igreja ou a monarquia nunca fizeram em séculos. Massas precisamde algo para acreditar, para que seu mundo frágil não desabe. Como raramente tem a firmeza necessária para criar suas próprias certezas, usando seus próprios sentidos, mente e  intuição (mulheres me defendam), adotam paradigmas prontos para levarem suas vidas em frente. Triste, mas é verdade.

Os sacerdotes da ciência são tão intolerantes quanto qualquer fundamentalista religioso, a maneira mais fácil que conhecem para liquidar uma opinião diferente da sua é chamá-la de “não-científica”. Recente é a carreira da ciência. Devemos acreditar que um conhecimento tão embrionário pode representar mais do que um ínfimo vislumbre acerca do Universo…? Não! Nossa Ciência é apenas uma gota, nossa ignorância um oceano”. Seria muita pretensão de nossa parte imaginar que a Ciência é o remédio para todos os males da Humanidade ou que, se ela não pode explicar algo, esse algo não merece crédito por não ser “científico”.

A Ciência desacompanhada da emoção produz, por exemplo, coisas como a bomba nuclear. Oppenheimer, um dos seus criadores, exclamou, ao vê-la explodir pela primeira vez e se arrepender de sua obra: “Tornei-me a Morte, destruidora de mundos”. Não é à toa que em alguns dos lugares onde a técnica e ciência são mais desenvolvidos, como os países escandinavos, apresentem os maiores índices de suicídio. Tanto a Ciência como a Emoção (ou sensibilidade, ou fé, ou intuição) têm lugar na vida humana, e um não exclui o outro.

Chamar de charlatonas pessoas dedicadas a auxiliar os outros a se conhecerem melhor ou a explicar mistérios do universo que a ciência não se dispõe a estudar ou não pode fazê-lo é, no mínimo, precipitado.

Portanto, liberte-se dessa besteira carteziana, fria e materialista. Não se entregue a modelos prontos. Estude ele e outros. Do mágico ao tecnológico e perceberá que no fundo são a mesma coisa. São frutos do desejo humano de modelar a Realidade de acordo com sua Vontade. O Foco, a Ferramenta quem escolhe é você. Seja em suas preces ou em seus cálculos torne seu mundo um lugar melhor e mais tolerante.

Boa noite.

Anúncios

6 comentários sobre “Ciência – A religião do século XXI

  1. A ciência é a “arte” do homem de mostrar a realidade material, ou de descobri-la, ou molda-la, através de um método. Imprescindível para a evolução do homem, de sua capacidade intelectual e de organização social.

    Já a religião é a forma do homem explicar a sua existência, a criação de tudo e o sobrenatural, através da fé (intangível, intocável, porém forte e talvez até necessária e inerente ao homem).

    Duas coisas importantes, uma não anula a outra, necessariamente. É possível conciliar ciência e fé? Creio que, por hora, sim. Pois uma nos faz superar nossos limites e a outra nos lembra que temos e devemos tê-los.

    Prefiro ver a religião como uma ferramenta para entender e descobrir o sobrenatural e a ciência como uma ferramenta para entender e descobrir o material. É claro que uma interfere na outra, em certo nível, mas não necessariamente se anulam.

    Sou materialista histórico dialético e cristão.

  2. Muito se assemelham a Ciência e a Religião, porém a religião tem uma vantagem, ela não produz lixo e poluição, o custo do progresso tecnológico é alto para se pagar a curto prazo, destrói teu chão e teu céu, para te dar conforto e vedar seus olhos e sua boca.
    Os dois lados dessa moeda recebem influências em seus paradigmas e o interesse no controle atrai aqueles que tem o poder, unindo a politica, a economia e as ousadias de lideres democráticos ou não, fazendo de tudo um grande negócio, uns sugando a terra, embalando com o material mais tóxico e barato que tiver, mas com um lindo comercial na teve e, outros que sugam almas por uns trocados e para aumentar seu pequeno espaço.
    O homem faz um véu sobre seu futuro, aqueles que acreditam conduzir o mundo, deturpam as emoções e fazem da razão ou da fé sua desculpa para se proteger, aqueles que são tomados da inércia, da impotência, somos coagidos por uma grande fera que nos alimenta, mas só para melhorar nosso sabor.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s